O ESPORTE DE ASSU E REGIÃO, OBRIGADO PELA VISITA

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Jurídico do ABC deve entrar no STJD

O caso da possível irregularidade do treinador Celso Teixeira, do Treze, reporta a um outro caso ocorrido na disputa da Libertadores, quando Marcelo Gallardo, treinador do River Plate,  não poderia ter qualquer contato com seus atletas ou membros da comissão técnica durante a partida. Gallardo assistiu ao jogo de uma cabine, mas desceu ao vestiário do River no intervalo da partida. Além disso, manteve comunicação direta com o banco de reservas no gramado. No caso, ele não tinha sequer assinado súmula. No caso de Celso Teixeira, ele tinha punição pendente, foi registrado no BID, assinou súmula e comandou o time na beira do gramado na vitória em cima do Confiança.
Leia também:
Celso Teixeira está regular e sem punição, garante supervisor do Treze
A regra que vigora no  Brasileiro 2019, prevê não só cartões amarelos e vermelhos a treinadores dos clubes, como também suspensões a cada três amarelos e, claro, pelo cartão vermelho nas partidas.
É a mesma situação dos jogadores,  três cartões amarelos, o treinador será suspenso automaticamente da partida seguinte. No caso de expulsão de campo, o técnico cumpre uma partida de suspensão e vai a julgamento normalmente, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Foi o que aconteceu com Celso Teixeira, punido quando dirigia o Central pela Série D. Por  unanimidade os auditores do STJD decidiram suspender por 03 partidas o treinador, sendo, 02 partidas por infração ao artigo 258 § 2º, face a desclassificação do artigo 243-F, 01 partida por infração aos artigo 250, face a desclassificação do artigo 254-A, mais multa de 5 mil reais e suspensão por 30 dias por infração ao artigo 243-C, todos do CBJD. Ora, o jurídico do ABC nesta altura dos acontecimentos não tem nada a perder. Pode pecar por excesso, em hipótese por omissão. Manda o bom senso que entre com Recurso junto ao STJD. Quem nunca se valeu da Justiça Desportiva, quem nunca usou o recurso do “tapetão” que faça o primeiro comentário.
Fonte: Blog do Marcos Lopes

FNF planeja Campeonato Potiguar Feminino, ASSU ainda não confirmou presença

Cruzeiro de Macaíba foi campeão potiguar de 2018 — Foto: Divulgação/FNF
Nem mesmo a histórica (e recente) Copa do Mundo Feminina abriu os olhos de ABC e América-RN para a valorização do futebol feminino. Os dois clubes não manifestaram interesse em participar do Campeonato Potiguar da categoria este ano, nem enviaram representantes para o Conselho Técnico promovido pela Federação Norte-rio-grandense de Futebol. A reunião foi realizada na tarde de terça-feira, na sede da FNF. De acordo com o diretor de Competições da FNF, José Marques da Costa Neto, as equipes têm até o dia 27 para confirmar participação. Em 2018, apenas três clubes disputaram o torneio: Parnamirim, Palmeiras das Rocas e Cruzeiro de Macaíba. Uma nova reunião será realizada no dia 4 de setembro para definição de fórmula de disputa e tabela. A abertura do campeonato está prevista para o dia 19 de outubro. 
ASSU
Embora tenha declarado que o Camaleão do Vale pretende disputar a competição feminina em 2019, o clube Assuense não mandou nenhum representante para participar da primeira reunião do arbitral da referida competição. O ASSU tem agora até o dia 27 de agosto para confirmar se vai ou não participar do campeonato.
Por GloboEsporte.com — Natal/Com alterações

POTIGUAR 1x4 AMÉRICA - ESTADUAL SUB-19 - 21.08.19

terça-feira, 20 de agosto de 2019

Presidente da LAD diz que parceria com o Camaleão será mantida


Foto: Divulgação
O Presidente da Liga Açuense de Desporto (LAD) Batistinha Guedes, ao lado do Vice Presidente do ASSU, Willame Dantas(Foto) disse nesta segunda-feira (19/08) ao participar de uma reunião com a nova diretoria do time do ASSU que a parceria da entidade com o Camaleão do Vale será mantida para os próximos anos. “A LAD está de portas abertas, como sempre esteve, para contribuir com o time do ASSU e fazer o nosso camaleão cada vez mais forte” Disse Batistinha. A Diretoria do ASSU, tendo à frente o seu novo presidente Pedro Cavalcante Albano, se reuniu com Batistinha Guedes, para tratar do uso do campo do Edgarzão para os jogos do clube no próximo ano e também, já para este ano, com a participação do ASSU no Campeonato Estadual de Futebol Feminino que será promovido pela FNF/RN.Com relação ao Time de Futebol Feminino a diretoria do clube já começou a fazer os primeiros contatos visando formar a comissão técnica que irar conduzir os trabalhos de formação do elenco.
Fonte: Assessoria do ASSU

Fortaleza anuncia zagueiro Adalberto para Série A do Brasileiro

Adalberto zagueiro ABC — Foto: Andrei Torres/ABC FC
O Fortaleza anunciou o zagueiro Adalberto para a Série A do Brasileiro nesta segunda-feira (19). Ele estava no ABC-RN e volta ao Tricolor onde, na temporada passada, atuou em 12 partidas. O contrato de Adalberto é até o fim da Série A do Brasileiro 2019. Adalberto foi rebaixado com o ABC para a Série D do Brasileiro com uma rodada de antecedência no último sábado. Natural do município de São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte, Adalberto começou a carreira profissional no América-RN em 2007, aos 20 anos. Em 2009, ele se firmou na defesa titular americana durante a Série B e ficou no clube até 2010. Depois, passou pelo Santa Cruz de Inharé, jogou no CSA e Treze antes de chegar ao Fortaleza pela primeira vez, em 2013. O jogador ficou no Leão até 2015, quando saiu para defender o América-MG na Série A de 2016. Adalberto ainda passou pelo Náutico entre 2016 e 2017 antes de retornar ao Fortaleza, clube no qual conquistou os acessos da Série C e o título da Série B. 
Por GloboEsporte.com — Fortaleza, CE

América programa inauguração da Arena para setembro

Presidente Eduardo Rocha(Foto) programou jogo inaugural da Arena América para o próximo dia 7 de setembro, e para a temporada 2020, quer mandar os jogos do Estadual no estádio em Parnamirim. Na semana passada, o clube recebeu a documentação do Corpo de Bombeiros e segue trabalhando na construção da Arena, que eu defendo, deve levar o nome do presidente do Conselho Deliberativo, José Vasconcelos da Rocha, um batalhador incansável pelo estádio. Em outubro acontece a eleição para escolha do sucessor de Eduardo Rocha que em várias oportunidades afirmou que não é candidato. Até o momento não surgiu, pelo menos de forma oficial, nenhum nome, embora nos bastidores se fale em Ricardo Valério, atual diretor de marketing, Leonardo Bezerra que atuou como diretor de futebol, e no ex-presidente Alex Padang sempre lembrado.
Fonte: Marcos Lopes

Atleta Assuense comemora bicampeonato brasileiro de taekwondo

Nívia Barros exibe a medalha de ouro  — Foto: Divulgação
A Assuense Nívia Barros, 21 anos, conquistou no último sábado o bicampeonato brasileiro de taekwondo na categoria adulto. Ela venceu as quatro lutas que disputou no Supercampeonato Brasileiro, realizado na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro. - Estou muito feliz por mais essa conquista e representar mais uma vez o meu Rio Grande do Norte é uma honra - postou em uma rede social. Nívia treina na Team Taekwondo Escola, na cidade de Assú, a 207 km de Natal. É da mesma equipe de Paulo Ricardo Melo, medalhista de bronze no Campeonato Mundial de Manchester e nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019. O Supercampeonato Brasileiro foi promovido pela Confederação Brasileira de Taekwondo e reuniu os melhores atletas do país no último fim de semana. 
Fonte: Globoesporte.com/Assú

Castigado pela incompetência, ABC é rebaixado para a Série D

Giscard Salton e Tacinildo Pegado. Foto: Divulgação
A vitória do Treze 1 a 0 sobre o Confiança decretou o rebaixamento do ABC para a Série C de 2020, uma situação que já vinha sendo desenhada fazia algum tempo. O ABC não foi rebaixado pelo empate com o Sampaio e nem por causa da vitória do Treze sobre o Confiança. O rebaixamento do alvinegro potiguar começou lá atrás com a chegada de Giscard Salton com carta branca para  dirigir o futebol e que apesar das bobagens em cima de bobagens  em cima de bobagens e das demonstrações claras de incompetência para gerir o futebol do ABC, foi mantido no cargo. Aliás, a culpa nem é  só de  Salton mas também, e principalmente,  dos iluminados que chegaram ao nome do gaúcho, em uma pelada em Macaíba. Salton chegou ao ABC ungido pelo então vice-presidente Tacinildo Pegado de quem recebeu carta branca para comandar o o futebol. Faltou ao ABC de Giscard Salton competência, conhecimento e planejamento para arrumar o time para a disputa da Série C, e faltou ao ABC quem colocasse um ponto final ao festival de aberrações que o gaúcho, amparado pelo então treinador Ranielle Ribeiro vinha cometendo no futebol profissional do ABC. Foi a partir da chegada de Roberto Fernandes que Salton foi afastado do futebol e deixou aparecer de forma muito clara a absurda incompetência na gestão do futebol alvinegro. Mas não foi apenas Salton. Foi também Ranielle Ribeiro e foi também a diretoria que demorou muito tempo para mexer no futebol. Quando Roberto Fernandes chegou ao ABC, diante da tamanha falta de planejamento, não tinha mais espaço para contratações. Salton e seu pares erraram  – incompetentes – no planejamento da realidade da Série C, no que ela representava para o ABC.  Roberto Fernandes chegou faltando 10 jogos para terminar a fase classificatória, e naquele momento, com base no regulamento, o ABC só tinha  possibilidade de fazer quatro contratações. Contrataram mal, sem critérios, sem nada, sem absolutamente nada.
Organizando a casa
Presidente Fernando Suassuna está organizando o ABC no aspecto administrativo e financeiro, mas agora rebaixado para a Série D vai arcar com um ônus pesado. O pecado de Suassuna foi demorar a limpar a área, de tirar Salton, de demitir Ranielle e de  oxigenar o futebol do ABC, e defendo que a partir de agora passe uma vassourada geral no futebol, a principal área de clube que é o futebol. Cabe a Suassuna juntar os cacos, reconstruir o ABC e brigar a partir de 2020 para fazer todo o caminho para retomar o caminho, tarefa que não será fácil.
Fonte: Blog do Marcos Lopes

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Diretoria do ASSU planeja atividades para fortalecer o clube em 2020

A nova diretoria do ASSU, se reuniu na manhã deste domingo (18/08) no CEPE/Quintais Restaurante para planejar ações visando organizar o clube para a temporada 2020. O encontro foi comandado pelo novo presidente do Clube Açuense Pedro Cavalcante Albano e serviu para que os novos diretores apresentassem propostas para o fortalecimento do camaleão em vários segmentos.“ Ninguém vai trabalhar sozinho, vamos nos unir com a torcida e com a comunidade para   fortalecer o camaleão ” disse o novo presidente do ASSU enfatizando que o clube só vai ser vencedor novamente com a participação de todos.Uma das ações já definidas será o lançamento da campanha Sócio Torcedor – Amigos do Camaleão, que será apresentada no próximo mês de setembro com três bandeiras de adesão e com muitas vantagens para o torcedor. Outro assunto em pauta foi a participação do ASSU no campeonato estadual de futebol feminino, competição que será promovida pela FNF/RN e que deverá acontecer ainda este ano com a participação dos clubes filiados à federação. O Presidente do Camaleão do Vale, Pedro Cavalcante, ao lado do seu vice Willamy Dantas e do diretor de futebol Luiz Dailson Machado, foram recentemente recebidos em Natal pelo presidente da FNF/RN José Vanildo que antecipou o convite para que o ASSU participe do certame.  “ Vamos montar um time regional, com a valorização das meninas da região e vamos participar desse estadual histórico” disse Pedro Cavalcante.
Fonte e imagens: Assessoria de Imprensa do ASSU

GOLS DO FANTÁSTICO 18/08/2019 | BRASILEIRÃO + BRUSQUE CAMPEÃO SERIE D