O ESPORTE DE ASSU E REGIÃO, OBRIGADO PELA VISITA

sábado, 18 de dezembro de 2010

Baraúnas intensifica treinos pensando em amistoso

18 atletas são do time profissional e outros dez são jovens jogadores em formação

O Baraúnas está treinando diariamente em um ritmo pesado na Toca do Leão. O técnico Edinho Cardoso conta com um total de 28 atletas nas atividades, sendo que dez deles são jovens atletas que estão sendo trabalhados para um projeto a longo prazo. Já os outros 18 estão focados na disputa do Campeonato Estadual 2011. O primeiro compromisso dessa turma já está agendado. Trata-se do amistoso contra o Tiradentes-CE, que acontece na próxima quarta-feira (22), às 20h30min, no estádio Nogueirão, em Mossoró.  
O Tricolor espera contar com o apoio da torcida no amistoso, já que toda a renda será destinada para o clube e, por isso, é uma forma da torcida contribuir com o sucesso do Tricolor do Oeste.
Para o treinador Edinho Cardoso, o confronto será uma oportunidade para ele avaliar o desempenho de atletas que vem surpreendendo nos treinamentos em partida contra uma equipe profissional. Além disso, o técnico ainda pretende testar diversas variações táticas, para que seja encontrada a que se encaixa melhor no clube.
Edinho Cardoso, Técnico do Baraúnas
“O mais importante é observar o comportamento de cada atleta nesse primeiro compromisso. Sei que essa turma vai querer mostrar serviço, para se firmar na equipe titular do Baraúnas”, salientou o técnico do Tricolor do Oeste.
Para o preparador físico, Gilterlan Ferreira, esse compromisso é importante também para os seus objetivos. Segundo Gilterlan, quanto cedo se trabalhar jogos diante de equipes profissionais, mais rápido os atletas estarão prontos para os jogos do Campeonato Estadual. “É bom se ressaltar também que esse plantel é muito jovem, então, eles estarão na condição ideal em um tempo curto”, comentou.
O grupo de 18 jogadores profissionais que já estão treinando diariamente é composto pelos seguintes atletas:
Goleiros: Jeferson e Betinho
Laterais: Jhon, Felipe Alagoano, Jhonson e Daniel
Zagueiros: Sadrack, Pedroza e Thiago Oliveira
Volante: Carlos Alberto, Renan Pedro e Paraíba
Meias: Agnaldo, Pedrinho e João Filho
Atacantes: Samuel, Robertinho e Adalgiso

Fonte:  Assecom do Baraúnas

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Seleção da Várzea conquista título e zona rural festeja

Vitória dá projeção aos jogadores e a toda população da zona rural
A torcida que mais lotou o Ginásio Arnóbio Abreu durante o Assú Open de Futsal garantiu a sua festa até o fim. O Cleiltur/Várzea, representante da Zona Rural de Assú, conquistou o título do evento interestadual ao vencer o Macau por 2 a 0. Os gols foram marcados por Dedé e Carlos.

Jogo foi bastante estudado e teve nível técnico elevado
Como era de se esperar, o jogo começou bastante estudado, pois as duas equipes finalistas são formadas por atletas experientes. Mas, apesar do apoio maciço da torcida da Várzea, o time que começou 
pressionando foi o Macau.

Macau batalhou, mas lamenta derrota
O garoto Elber, que foi recentemente negociado com o Corinthians, mostrou as suas qualidades e deu trabalho ao goleiro Matheus, que fez defesas incríveis e salvou a Seleção da Várzea.

Porém, depois das chances desperdiçadas, o time do Macau deu uma adormecida e o Cleiltur/Várzea aproveitou esses deslizes. Em um desses lances, o time da Zona Rural de Assú abriu o placar, através de Dedé, aos 18 minutos do primeiro tempo. O gol fez a festa nas arquibancadas se intensificar, com gritos de euforia, no ritmo de batucadas e muitas vuvuzelas.
Torcida da Várzea comemorou bastante a vitória

A partir daí, o jogo passou a ser mais solto. O Macau fazia de tudo para chegar ao gol de empate, enquanto a Várzea foi muitas vezes ao ataque no intuito de marcar o segundo.

Na etapa complementar, a disputa se intensificou bastante. O Macau já não se preocupava mais com a defesa e tentava igualar o marcador de todas as formas que podia. Nos quatro minutos finais, o time resolveu inclusive apostar no goleiro-linha, mas o sistema defensivo da Várzea estava bem armado e não deixava que o adversário chegasse ao gol de empate.

Faltando três minutos para o jogo acabar, a festa da Várzea ficou ainda mais empolgante. O pivô Carlos foi quem levou essa torcida à euforia, quando marcou o segundo da Várzea.

Daí, o time campeão se prendeu no setor defensivo, não deixando que o Macau desse trabalho nos momentos finais. Assim, o representante da Zona Rural administrou o jogo até o fim e garantiu a festa nas comunidades rurais de Assú durante todo o final de semana.

Projeção

Matheus foi o goleiro menos vazado do evento
O goleiro Matheus, que se tornou ídolo do ABC, foi um dos grandes destaques dessa conquista e afirmou que o título do Assú Open dá uma projeção semelhante ao de grandes eventos de futsal da Região Nordeste, por causa do trabalho de marketing da empresa Jogando Sports e das transmissões, tanto da Rádio Princesa do Vale, como da TV União. Além disso, o título oferece uma visibilidade imensurável a Zona Rural de Assú.

“A gente foi muito bem recebido pelo povo da Zona Rural de Assú e estamos gratificando todo esse apoio dado com o título, que é importante para nós por causa da visibilidade do evento e principalmente para a Região da Várzea, que ganha projeção tanto na cidade como em todo o futsal”, disse o goleiro Matheus, ex-ABC, que agora se torna ídolo em mais um local: a Zona Rural de Assú.
Matheus foi inclusive o goleiro menos vazado do evento e levou um prêmio de quinhentos reais.

Time forte
A equipe que conquistou o título do Assú Open de Futsal é formada por jogadores experientes. Atletas habituados a grandes conquistas, como os profissionais que foram campeões da Liga do Nordeste pelo ABC, como Biro-biro e Matheus, e outros atletas com experiência internacional, como Adolfo e Gildemário, foram alguns dos destaques do time campeão.

Prêmios
O evento premiou com 500 reais os grandes destaques do campeonato. Matheus, da Várzea, foi o goleiro menos vazado;  Everson, do Macau, foi o artilheiro. Já Edinho, do Prisiaca, foi o craque do campeonato e recebeu apenas um troféu. 
Os três primeiros colocados também receberam premiações em dinheiro. O Prisiaca, terceiro colocado, ganhou 500 reais. O Macau, vice-campeão, ficou com o prêmio de 1.500 reais. Já o campeão, Várzea/Cleiltur, ganhou um prêmio de 3.000 reais + uma Moto Shineray.
Fonte: blogtatutomsports

ADDI é Campeã do Assu Open Sub 13


Jogo causou euforia aos meninos do ADDI, que venceram por 5 a 4
ADDI ganhou o título do sub-13
Antes da grande decisão do Assú Open, meninos de Ipanguaçú e Assú fizeram a final do Assú Open sub-13, que foi disputado paralelamente ao evento principal. E quem se saiu melhor foi o ADDI de Ipanguaçú, que derrotou o Corinthians/Ensv pelo placar de 5 a 4. Os gols do time campeão foram marcados por Matheus, Madson e Jardel (3), enquanto Pequeno (2), Cristovam e João Marcos fizeram para o Corinthians.
Até a metade do jogo, tudo se encaminhava para uma goleada maiúscula do ADDI. Jogando como gente grande, os meninos de Ipanguaçú fizeram gols seguidos no início da partida. Matheus abriu a soma, depois 
Madson marcou e, em seguida, Jardel fez mais dois.

Jardel fez três gols no duelo
Só que o time do Corinthians/Ensv mostrou que queria realmente o título e conseguiu uma reação inesperada. Pequeno marcou dois, Cristovam fez um gol e João Marcos marcou o gol de empate.
Time ganhou troféu Tatutom Sports e novo material esportivo
Corinthians também foi digno de elogios
Daí, o jogo ficou mais aberto e os times buscavam a vitória de todas as maneiras. Quem chegou ao gol do título foi o artilheiro Jardel, que marcou em um dos últimos lances da partida, deixando a torcida extremamente eufórica.
Fonte: blogassuopendefutsal

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Macau também está na final do Assu Open

Everson foi o craque da partida
Edinho comandou reação do Prisiaca
O Macau, que foi o representante potiguar na Taça Brasil de futsal 2010 e está reforçado neste evento, com craques do Ceará e Pernambuco, mostrou as suas qualidades em quadra e eliminou o time do Prisiaca/Cal Mossoró. Mas o campeão assuense também mostrou sua força e só perdeu o confronto nos pênaltis. Com bola rolando, o jogo terminou 5 a 5 e, nos pênaltis, o Macau ganhou de 8 a 7.
O pivô Everson mostrou mais uma vez que o investimento feito para trazê-lo para as finais do evento foi válido. O jogador do Macau marcou dois gols para o Tubarão já na primeira etapa da partida e obrigou o time do Prisiaca a mudar completamente o seu estilo de jogo.
A equipe assuense foi obrigada a partir em busca do ataque constante, só que o Macau estava bem armado em sua retaguarda e não deixou que o time verde e amarelo avançasse durante a primeira etapa.
Depois da conversa com o técnico Pedro Júnior, o time do Prisiaca voltou mais consistente para a segunda etapa e Chapinha conseguiu descontar para a equipe assuense. Aos 12 minutos, o craque Edinho, do Prisiaca, marcou o gol de empate e deixou o jogo ainda mais tenso.
Henrique marcou o quarto gol do Prisiaca
O desempenho elogiável do time assuense prosseguiu no tempo restante e o campeão assuense conseguiu virar o jogo, com um gol de Nuna. E quando o jogo já parecia decidido para o time do Prisiaca, o Macau reagiu com Viola, que marcou o gol de empate.
Bruno teve que ser substituído
Daí, o duelo teve que ir para prorrogação. A primeira etapa do tempo extra foi marcado por grandes defesas e, por isso, não houve gols. Em um lance duro, quem teve de ser substituído foi o ala Bruno, que se machucou e foi imediatamente atendido.
Mas a segunda etapa teve uma retórica completamente distinta. Henrique marcou o quarto gol para a equipe do Prisiaca e, logo em seguida, Chapinha fez o quinto em um tiro livre. Nos minutos finais não faltaram emoção: Yuri ainda descontou para o Macau e o time partiu para o ataque em busca do empate, utilizando inclusive o goleiro-linha. Só que foi o goleiro Naldo, da própria posição, que marcou o gol de empate, que levou o confronto para a decisão por pênaltis, depois de um jogo igualado em 5 a 5.

Naldo foi festejado por companheiros
Na decisão por pênaltis, o clima foi bastante tenso, pois os jogadores converteram seguidamente por sete vezes consecutivas e somente na oitava cobrança foi decidido o confronto. O goleiro Naldo, ídolo da torcida do Macau, defendeu um pênalti batido pelo goleiro Wescley e depois converteu, comemorando junto com a torcida e sendo abraçado pelos companheiros.
Naldo foi decisivo para o Macau
Fonte: blogassuopendefutsal

Cleiltur/Várzea faz a final do Assu Open

Hamilton orienta atletas do Cruzeiro
Jogo foi bastante tenso
Várzea e Cruzeiro se estudaram bastante
O clássico mais esperado do Assú Open de Futsal foi também o jogo mais disputado do evento. Tanto que, até os 15 minutos do segundo tempo, a partida entre Cleiltur/Várzea e Cruzeiro de Assú ainda estava empatada em zero a zero. Só que, nos cinco minutos finais, aconteceram lances de tirar o fôlego e jogou acabou empatado em 1 a 1. O gol do Cruzeiro foi marcado por Júnior Piu Piu, enquanto Gildemário empatou a partida.

Quem está classificado para a final é a equipe da Seleção da Várzea, já que o Cruzeiro resolveu não 
participar da prorrogação.

Partida foi bastante acirrada
Cruzeiro mostrou união em quadra
O duelo era entre o representante da Zona Rural de Assú, no caso a Várzea, e o time mais tradicional da Zona Urbana, o Cruzeiro. E, defendendo essas duas equipes, estiveram em quadra jogadores experientes que se conhecem de longas datas, jogando juntos ou contra. A maior parte deles disputou recentemente eventos de destaque como o Campeonato Cearense, a Liga Nordeste e a Taça Brasil.

Com isso, o jogo foi bastante estudado e cada treinador procurou os detalhes positivos e negativos da equipe. Isso foi refletido em quadra, com um confronto em que causou muita tensão nos torcedores e fez com que os atletas ficassem atentos a cada lance.
Defesas trabalharam bastante
Goleiro Glauber ajudou ao ataque

Atletas com Biro-Biro e Gildemário, da Várzea, e Wendel e Marquinhos, do Cruzeiro, tentaram abrir o placar, só que os goleiros Glauber, do Cruzeiro, e Matheus, da Várzea, estavam inspirados nesta noite de quinta-feira e impediram o sucesso dos seus adversários a todo custo.

Um fato interessante é que um dos principais criadores de jogadas para o time do Cruzeiro era o goleiro Glauber, que gosta de avançar bastante e nem se importou com os perigos de uma semifinal de uma competição interestadual, como é o Assú Open de Futsal.

Técnico Roberto no comando da Várzea
O confronto também foi marcado por lances duros, tanto que o Cruzeiro já estava com cinco faltas assinaladas, antes dos dez minutos do primeiro tempo. Em um desses lances de choque, o fixo Preto, da Várzea, se lesionou.
Preto saiu lesionado de quadra

Torcida fez uma festa a parte
O jogo foi ainda mais disputado na segunda etapa. As equipes criaram muitos lances de ataque e a bola só balançou as redes aos 15 minutos do segundo tempo, quando Júnior Piu Piu abriu o placar para o Cruzeiro.

A partir daí, a Seleção da Várzea passou a usar toda a força que tinha para partir em busca do empate. Matheus, Léo Rummenigue e Gildemário tentaram marcar para o time da Zona Rural assuense.
Cruzeiro reclamou da arbitragem
Cruzeirenses lotaram lado do ginásio
E nos dois segundos finais aconteceu um lance questionado pelo time do Cruzeiro. A mesa de arbitragem já havia zerado o cronômetro, e a torcida celeste vibrou, só que os árbitros alegaram que ainda tinham mais dois segundos para ser disputado. Daí, a Várzea ainda bateu um lateral e Gildemário cabeceou para o fundo das redes, empatando a partida.
O Cruzeiro de Assú questionou a atitude dos árbitros e resolveu desistir da partida, classificando assim a equipe do Cleiltur/Várzea.
Fonte: blogassuopendefutsal

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Prisiaca/Cal Mossoró passa pelo Baraúnas e está na semi-final

Prisiaca teve tranquilidade e passou pelo Leão

Campeão assuense segue em busca de mais um título

Baraúnas e Prisiaca travaram um duelo estudado e ao mesmo tempo bastante acirrado. O time vencedor foi o Prisiaca/Cal Mossoró, que ganhou por 4 a 2. Os gols do campeão assuense foram marcados por Tibúrcio (2), Chapinha e Edinho, enquanto João Paulo e Domar marcaram para o Leão.
O Prisiaca/Cal Mossoró começou a partida mostrando porque foi campeão assuense e marcou um gol logo no início do confronto com Tibúrcio. A partir daí, o confronto foi bastante equilibrado e tanto Wescley, do time verde e amarelo, como Anderson do Barú foram obrigados a fazer grandes defesas.
E, de tanto insistir, o baixinho artilheiro João Paulo marcou mais um gol na competição, empatando a partida para o Tricolor. Paulinho e Dedé ainda tiveram boas chances de virar, só que Wescley estava inspirado.
Jogadores não gostaram do que viram em quadra

No segundo tempo, o Prisiaca entrou em quadra querendo intensificar o seu desempenho e marcou mais um gol. Tibúrcio novamente foi o responsável por marcar para o time assuense.
Com um time entrosado, o Leão do Oeste mostrou que entendia de futsal e chegou ao empate com Domar. Só que o Prisiaca estava realmente inspirado e chegou ao terceiro gol com Chapinha. Daí, o Tricolor foi obrigado a fazer o goleiro-linha, só que essa alteração abriu espaços para o time assuense, que marcou o quarto gol com Edinho, que encontrou uma trave livre.

Fonte: Blogtatutomsports

Macau elimina Ipanguaçu na prorrogação

Emoção não faltou entre Ipanguaçu e Macau.
Estreante, Everson marcou um dos gols do Macau
Mesmo com um time humilde, em que a maioria trabalha nos dois expedientes, o Ipanguaçú mostrou brilhantismo no jogo contra o Macau, válido pelas quartas-de-finais do Assú Open de Futsal. Porém, o time do Macau soube controlar a partida e levou o jogo para a prorrogação, ganhando por 5 a 3 com dois gols no tempo extra. Os gols do Ipanguaçú foram marcados por Cazuza, Pebinha e Guedão, enquanto Erverson, Guedão (contra), Jaderson, Viola e Kadu fizeram para o Macau.

Ipanguaçú deu trabalho ao time do Macau
Com um time recheado de atletas experientes, vindos do Ceará e Pernambuco, a equipe do Macau entrou em quadra não dando espaços para o Ipanguaçú. E, logo no início, o Macau abriu o placar com o estreante Erverson.
Ao contrário do que as estatísticas previam, o time ipanguaçuense teve personalidade para levantar a cabeça e impor respeito diante do Macau. Com essa postura, a equipe chegou ao empate com Cazuza.
Só que um deslize de Guedão fez com que o Macau ficasse novamente em vantagem. O jogador do Ipanguaçú ficou desatento e desviou uma bola para o fundo das redes, fazendo um gol contra.

Lambão foi expulso, mas equipe segurou a bronca

Técnico Marcos mostrou competência
O Ipanguaçú, porém, não baixou a cabeça e empatou logo em seguida com Pebinha. E, para delírio da torcida ipanguaçuense, Guedão se recuperou do gol contra, fazendo o gol de virada. Quando a torcida já comemorava o empate, Jaderson, do Macau, meteu a bola para o fundo das redes empatando a partida.

O time do Ipanguaçú ainda teve chance clara de empatar o jogo, quando o goleiro Lambão, do Macau, foi expulso e o time ficou com um a menos durante dois minutos. Só que o Tubarão se fechou na defesa e segurou o empate.

Prorrogação

Partida foi acirrada, mas Macau venceu na prorrogação

Ciente de que tinha mais opções no banco de reservas, o Macau apenas administrou o final do tempo normal, no intuito de levar o confronto para prorrogação. E, no tempo extra, o time mostrou bem mais preparo físico do que o seu adversário.

Assim, Viola marcou o quarto gol do time macauense e Kadu complementou a vitória, com um gol no segundo tempo da prorrogação.
 

Fonte: blogassuopendefutsal








Várzea e Cruzeiro fazem clássico na semifinal do Assú Open

Equipes se enfrentarão nesta quinta-feira (16) em jogo que promete muita emoção


O clássico mais esperado do Assú Open de Futsal já tem data para acontecer: quinta-feira, dia 16. A Seleção da Várzea e o Cruzeiro são dois times de Assú e principais responsáveis por encher as arquibancadas do Ginásio Arnóbio Abreu durante o evento. As duas equipes golearam os seus adversários nas quartas-de-finais e deverão proporcionar um jogo de fortes emoções para os torcedores presentes.
Além de serem as equipes que mais levam torcida ao Ginásio  Arnóbio Abreu, Cleitur/Várzea e Cruzeiro são equipes fortíssimas e consideradas por toda a imprensa com grandes candidatas ao título do Assú Open. Ambas as equipes se reforçaram bastante e possuem em seus elencos jogadores consagrados no cenário nacional do esporte.
A rivalidade sadia nas arquibancadas também torna-se um bom atrativo para o jogo. A semifinal é comentada em todo o Vale do Açú e deverá dividir a cidade sede do torneio em duas grandes e fervorosas torcidas.

Carlos  Jr. Assessor de Comunicação/Assu Open de Futsal

Largou o Assu open Sub 13, Troféu Tatutom Sports

ADDI representa Ipanguaçú
O torcedor que chega mais cedo ao Ginásio Arnóbio Abreu está tendo a oportunidade de acompanhar os futuros craques do futsal assuense. Na noite de ontem terça-feira(14), começou a disputa do Assú Open sub-13.
Essa competição conta com seis equipes, que estão divididas em duas chaves. No grupo A jogam Real Juventude (Assú), ADDI (Ipanguaçú), Escolinha do Aldo (Comunidade de Pedrinhas – Ipanguaçú). Já no grupo B as equipes são Corinthians/Gensv (Assú), Vitória (Itajá) e Pataxó (Comunidade de Ipanguaçu).

 Real Juventude está em ação no evento

Corinthians quer aproveitar espaço
Meninada do Vitória representa Itajá
Na primeira rodada, o ADDI goleou o Real Juventude por 4 a 0, enquanto o Corinthians/Gensv ganhou do Vitória por 3 a 0. Nesta quarta-feira (15), a Escolinha do Aldo enfrenta o ADDI, enquanto Pataxó encara o Vitória. Para esta quarta-feira teremos os seguintes jogos, pelo grupo "A" Escolinha do Aldo das Pedrinhas X ADDI de Ipanguaçu e pelo grupo "B" Pataxó X Vitória do Itajá. As equipes não pagaram inscrição e o campeão ganha um terno completo(camisas, calões, meiões e bola), o vice receberá um jogo de camisas para treino, mais uma bola. É a Tatutom Sports pensando também no futuro desses jovens valores.

Carlos Junior, Assessor de Imprensa do Assu Open de Futsal.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Várzea e Cruzeiro goleiam e fazem clássico na semifinal

Cleiltur/Várzea aplicou 5 a 0 no Potiguar/F.Souto, enquanto o Cruzeiro de Assú enfiou 7 a 1 no Casa do Cimento/Limoeiro do Norte
O clássico mais esperado do Assú Open de Futsal já tem data para acontecer: quinta-feira, dia 16. A Seleção da Várzea e o Cruzeiro são dois times de Assú e principais responsáveis por encher as arquibancadas do Ginásio Arnóbio Abreu durante o evento. Essas duas equipes golearam nos seus jogos das quartas-de-finais e vão se enfrentar na semifinal.
O Cleiltur/Várzea goleou a equipe do Potiguar de Mossoró pelo placar de 5 a 0, enquanto o Cruzeiro de Assú aplicou um sonoro 7 a 1 no Limoeiro do Norte, que inclusive se sagrou campeão cearense intermunicipal neste ano.
Cleiltur/Várzea x Potiguar/F.Souto
Torcida da Várzea fazendo a festa
Contando com o apoio maciço da torcida, a Seleção da Várzea não tomou conhecimento da equipe do Potiguar de Mossoró e goleou pelo placar de 5 a 0 e se classificou para as semifinais do Assú Open de Futsal. Os gols do time da Zona Rural de Assú foram de Biro-Biro, Gildemário (2), Adolfo e Léo Rummenigue.
O Cleiltur/Várzea usou da sua experiência para não cometer erros. O time começou o jogo tocando a bola e usando as peças que tinha em mãos, para fazer rodízio. Mas, depois dos dez minutos iniciais, o time mostrou a sua força e não deu chances para o Potiguar respirar.
O primeiro gol foi marcado por Biro-biro, que impôs uma jogada de velocidade e abriu o gol, para tirar a tensão da torcida da Várzea, que lotou o Ginásio Arnóbio Abreu. Poucos minutos depois, Gildemário fez a torcida ir para euforia, ao dá um banho no goleiro Ramon e completando logo em seguida de cabeça, fazendo um golaço.
O segundo tempo também foi movimentado, mas o goleiro Ramon está evitando uma goleada como podia. Mas teve um momento que o goleiro já não podia fazer mais nada, pois o time do Potiguar mostrava cansaço e a Várzea ainda estava em pleno ritmo.
Daí, Gildemário fez o terceiro, Adolfo logo em seguida fez o quarto e Léo Rummenigue completou a goleada fazendo o quinto gol da Várzea.
Craque 
A partir deste jogo, a organização do evento passou a premiar o craque do jogo, eleito pela Rádio Princesa do Vale, com uma bonificação de 100 reais. Gildemário foi quem inaugurou a premiação, recebendo o dinheiro logo após ao jogo.
Gildemário, o craque com  gol de placa contra o Potiguar

Cruzeiro x Limoeiro
Os dois tempos do jogo teve retóricas totalmente opostas. A primeira etapa foi sonolenta e as equipes se estudaram bastante e o Limoeiro saiu vencedor. Já o segundo tempo foi bem mais movimentado e o Cruzeiro dominou totalmente, metendo sete gols e construindo a vitória de 7 a 1. Os gols foram marcados por Marcos Peixoto (2), Flávio (2), Wendel, Rogério e Marquinhos.
O Casa do Cimento/Limoeiro mostrou o mesmo estilo de jogo que o marcou na primeira fase da competição. O time estudou bastante o adversário e deixou a partida com poucos lances de ataque. Em uma das raras jogadas ofensivas, o pivô Juninho abriu o placar para o Limoeiro.
Só que no segundo tempo, o Cruzeiro de Assú foi empurrado pela torcida e conseguiu a virada com magnitude. Primeiramente, o artilheiro Wendel chegou ao empate. Logo em seguida, o ídolo da torcida Marquinhos marcou o segundo.
Daí, foi um festival de gols para o time do Cruzeiro, que deixou o Limoeiro totalmente desmontado em quadra. Flávio marcou dois, Marcos Peixoto também fez dois e Rogério fechou a goleada.
Craque
Neste jogo, quem conseguiu o mérito de ser o craque do jogo foi o assuense Marquinhos, que levou o prêmio de 100 reais.
Marquinhos, craque do Jogo
 
Carlos  Junior, Assessor de Imprensa/Assu Open de Futsal

Alecrim convoca sua torcida para reformar o estádio

Clube busca nos jovens a força para se revitalizar

Depois da parceria fechada para usar o estádio Tenente Luís Gonzaga, já apelidado de ''Trampolim da Vitória'' pela torcida, em Parnamrim, e de anunciar o técnico Ferdinando Teixeira para treinar o clube em 2011, é hora de colocar as ''mangas de fora'' e trabalhar para a liberação do estádio para os jogos oficiais.
E para essa jornada, o Alecrim espera contar com o total apoio da sua torcida. '' Um estádio próprio para se jogar é um sonho de qualquer equipe, e agora estamos com a chance de construir o nosso caldeirão'', comentou Kelvyn Henrique, assessor de imprensa do Clube. Para a parceria clube-torcida acontecer, o clube organizou um verdadeira multirão - Alecrim pintando o 7 - que irá acontecer no próximo sábado (18), a partir das 09h00min.
'' Estamos convocando toda a torcida mais jovem para assim somarmos força e ajudar o nosso clube do coração. Ninguém sabe das dificuldades que passamos, e com esse movimento todos vão conhecer e se engajar para assim fazer um Alecrim mais forte. Com um pouco de suor de todos conseguiremos a liberação do estádio'', disse Dudu Azevedo, colaborador do Alecrim.
Maiores Informações:
Dudu Azevedo - (84) 8722.7674
Kelvyn Henrique - (84) 8127.9360

Baraúnas está pronto para as quartas de finais do Assú Open

Leão do Oeste enfrentará o Prisiaca/Cal Mossoró nesta quarta-feira (15)
O Baraúnas está preparado para mais um jogo importante no Assú Open de Futsal, desta vez, o time fará sua estreia na fase eliminatória do torneio, e terá mais um jogo difícil pela frente. O jogo será contra o Prisiaca/Cal Mossoró e ocorrerá nesta quarta-feira às 20 horas no Ginásio Arnóbio Abreu.
Nos últimos dois duelos pelo Assú Open, o Leão conquistou duas vitórias, goleando o Najas/Atacadão Vieira e vencendo a emocionante partida contra a Seleção de Pendências. O time pretende manter a mesma garra das últimas partidas para conseguir a vitória contra o Prisiaca/Cal Mossoró e chegar às semifinais.
O treinador Toni destacou as últimas atuações do Tricolor e ressaltou que espera dos jogadores o mesmo desempenho dos últimos jogos, e elogiou muito a qualidade de alguns atletas, como os pivôs T ibério e João Paulo, que foram decisivos para vitória contra a Seleção de Pendências. Para o treinador, a união entre o grupo, a vibração em quadra e a raça demonstrada nas partidas anteriores são fatores que levarão o Baraúnas à classificação para a próxima fase.
O adversário Prisiaca/Cal Mossoró, fez uma campanha semelhante a do Leão, encerrando a primeira fase com 7 pontos, e esse equilíbrio entre as equipes cria uma expectativa de mais um grande jogo que poderá ser decidido nos pequenos detalhes.

...............................
Giordano Bruno
Assessor de imprensa do Baraúnas
Cel: (84) 9925-4601
E-mail:
giordbruno@gmail.com / giordano_br2@hotmail.com

Começa hoje segunda fase do Assu Open

Hoje à partir das 20:00 h. tem início a segunda fase do Assu Open de Futsal, é a chamada fase quartas de final, com os dois primeiros confrontos; No primeiro jogo Cleiltur/Sel. da Várzea X Potiguar/F. Souto e na segunda partida um duelo também interessante entre Casa do Cimento/Limoeiro X Cruzeiro. Antes na preliminar o torcedor vai acompanhar a largada do Assu Open Mirim sub 13 com dois jogos, o primeiro começando as 18:30 h.
Cleitur/Sel. da Várzea
Potiguar/F. Souto

Casa do Cimento/Limoeiro
Cruzeiro/Assu