O ESPORTE DE ASSU E REGIÃO, OBRIGADO PELA VISITA

sábado, 7 de abril de 2012

ASSU X América TERÁ TRANSMISSÃO DA TV UNIÃO

O jogo entre Assu e América que garantirá a vaga da última equipe que integrará a fase semifinal do 2º turno do campeonato potiguar terá transmissão para o estado do RN, menos para a cidade de Assu. A transmissão será da TV União emissora que detém os direitos de imagens da competição. O jogo terá inicio as 16 horas, o Assu time da casa precisa da vitória pra garantir a classificação, a equipe visitante o América natalense necessita de um empate para continuar com chances de conquista do turno e do estadual. O jogo promete fortes emoções.  
Fonte: Blog Sei Tangará

"Vim para terminar o Estadual"


Nas areias, com o beach soccer, o treinador Andrey Valério não precisa mais provar sua competência. Com experiências em várias seleções mundo à fora, em especial na Seleção Brasileira, o potiguar é um dos destaques da modalidade. No entanto, no futebol o técnico ainda busca seu lugar ao sol. No ASSU, a partir do segundo turno do Campeonato Estadual, Andrey começou a mostrar que merece ser observado mais atentamente pelos grandes clubes.
Alex RégisAndrey Valério, técnico do Assu: Grupo gestor terá todas as condições de montar uma equipe para disputar o título. 
Andrey Valério, técnico do Assu: Grupo gestor terá todas as condições de montar uma equipe
para disputar o título.
Andrey começou no esporte como atleta de futebol nas categorias de base do América na época do prof. Basílio. Depois foi para o ABC e Baraúnas. A trajetória entre os clubes potiguares continuou com uma passagem pelo Alecrim por solicitação de Ferdinado Teixeira. Era o ano de 1985, Andrey então com 20 anos ganhou o primeiro título em novembro no Verdão e 30 dias depois festejou o nascimento do primeiro filho (George). Decidiu trilhar os caminhos do futsal e após três anos como atleta do ABC, ganhou o primeiro emprego como técnico à convite de Dennis Lisboa, indo comandar a seleção de são gonçalo, com apenas 24 anos e ainda estudante do curso de educação física. A trajetória no futsal contou ainda com passagens pelo América onde, em 1992, levado por Arthuzinho, voltou ao futebol profissional, sagrando-se bicampeão pelo Alvirrubro. Em 1995 foi para o ABC como preparador físico e depois voltou ao Alecrim. "Ai já tinha atuação paralela com técnico de futsal e em 1999, após um torneio em Mirassol onde a Potilândia foi campeã", relembra. Veio então a novidade do beach soccer, onde se tornou o primeiro técnico da seleção do Rio Grande do Norte. "Me dediquei ao máximo na modalidade e consegui muito reconhecimento na mesma sendo técnico das Seleções do Brasil, Uruguai, Venezuela e Costa Rica, onde tive a satisfação de ser bicampeão do mundo com a seleção Brasileira e ter conseguido classificar todas as outras para copa do mundo fifa de beach soccer. Nesta modalidade também atuei como técnico do Flamengo/RJ  e da seleção Brasileira militar", comemora. No futebol, a primeira atuação como técnico aconteceu em 2002 quando treinou a seleção universitária de futebol. "Fomos vice campeões do Brasil, na equipe jogavam Marcelo Henrique e Raniere, hoje fisiologistas do ABC", revela. No futebol profissional estreou  em 2004 treinando o Alecrim e no mesmo ano comandou o Parnamirim na 2ª divisão. "Voltei ao alecrim em 2009 e 2010 e conseguimos evitar o rebaixamento nestes anos. Em 2011 fui participar de um projeto em Pau dos Ferros. Este ano, fui convidado pelo Souza e pelo Daílson a fazer parte da reta final pela equipe do ASSU e estamos desenvolvendo nosso trabalho aqui".
Você está sendo considerado um dos principais treinadores do Estadual pela transformação que impôs no ASSU. A que você atribui essa opinião dos especialistas e da torcida ?
Fico muito feliz com isso, e agradeço esse reconhecimento. Sei também que desde do Ferdinando Teixeira, que no nosso futebol não revela um técnico. Espero quebrar esse tabu. Com relação ao que vem acontecendo com a equipe, é fruto da entrega dos atletas e da assimilação por parte deles da nossa forma de trabalhar.
Como você encontrou o ASSU? O que fez para transformar o time?
A equipe tem bons jogadores, porém não tinha feito um bom primeiro turno e já tinha perdido duas partidas do segundo. Pegamos um grupo desmotivado, mas que tinha dois jogos em casa. Chegamos na quinta-feira feira (8/3) e ao diagnosticar este quadro só nos restou entrar com a motivação e a melhoria do fator psicológico. Não mudamos nem a equipe que vinha jogando as outras partidas, trabalhamos o emocional e graças a Deus deu certo.
Todo mundo fala que sem estrutura não se formam bons times. O ASSU tem estrutura? ou essa máxima está errada?
Eu concordo plenamente com ela, não da mais pra se fazer futebol profissional sem estrutura, o ASSU tem campo de treinamento,onde manda os jogos, tem bons alojamentos para os atletas, boa alimentação, paga em dia, e da todas as condições para o desenvolvimento do trabalho, academia, material completo, médico, um excelente Massagista e um pessoal de apoio que não mede esforços para servir a todos do clube. É claro que ainda tem coisas que precisam melhor, mas para uma equipe que tem 10 anos e um título estadual acredito que esteja no caminho certo, caso contrario não teria conseguido isso.
Você é um técnico famoso no mundo inteiro por causa do Beach Soccer. O que levou do Beach Soccer para o futebol do ASSU?
Sempre quis seguir carreira no futebol, mas os compromissos do beach soccer (contratos) sempre me impediam, não ta sendo fácil, pois tive que recomeçar e encerrar muitas coisas num local que sou uma referência. No futebol tenho a consciência que sou mais um, e tenho que trabalhar muito pra conseguir meu espaço, por isso to muito motivado e disposto a seguir a carreira de vez no futebol. No beach Soccer já dei minha contribuição, é claro que não vou abandonar da noite para o dia, mas vou priorizar o futebol.
Mesmo que não consiga seu intento de estar no G-4 do Estadual, como você avaliaria seu trabalho? Como você avalia o ASSU?
De forma natural e muito feliz. Fui contratado pra reorganizar a equipe e graças a Deus conseguimos, cheguei no clube e já não se podia contratar e além disso dos 30 atletas oito deixaram o clube por terem recebido propostas de equipes dos seus estados de origem, mais uma vez a equipe ficou com a base do RN e os jogadores não decepcionaram. Acredito que os torcedores devam estar satisfeitos pela manutenção na Primeira divisão para 2013 sem nenhum risco e de forma invicta em casa no Segundo turno. Para 2013 acredito que o grupo gestor que esta se juntando ao ASSU terá todas as condições de realizar boas parcerias e montar uma equipe para disputar o título da competição.
Os especialistas em futebol sempre dizem que os grandes clubes da capital deveriam voltar os olhos para o interior na busca por novos valores. Isto é verdade? Agora trabalhando no interior você ver esses tão falados grandes valores? Quem você consideraria um bom nome para a disputa de uma Série B do Campeonato Brasileiro, por exemplo?
Antes de vir treinar o ASSU estava como representante da FNF e  em vários jogos no Interior, vi bons jogadores, com as mesmas e até com mais qualidades do que os que vem precedidos de muita fama. Entre os que vi, o que mais me chamou atenção foi o Neto Maranhão que estava no Corintians de Caicó, cheguei até a indicar para amigos que tenho no ABC  e no América, mas o Treze levou. Tem o Zé Paulo do Santa Cruz e aqui no ASSU tem o Flavinho, o Carlos, o Bruno Potiguar, o Diego Upanema e o Magno, que tem potencial para jogar tanto no ABC como no América. Porém, isso é muito relativo e a pressão sempre é maior nos da casa do que nos de fora.
Uma outra grande discussão diz respeito à valorização dos profissionais locais nos principais clubes do RN. Isso acontece? Você se sente discriminado?
Olha, se você pegar as grandes conquistas dos nosso clubes, você verá que na maioria elas foram conseguidas com um numero significativo de atletas da casa e formados no próprio clube. Hoje se você contar muito terá três ou cinco num grupo de 30 que foram formados no clube. Com relação aos profissionais que trabalham como técnico e preparador físico a situação é mais complicada, pois os técnicos sempre trazem suas comissões. Sobre se sinto discriminação, quero dizer o seguinte: Eu  estou (re-)começando minha carreira de técnico no futebol neste ano, e espero ter minhas oportunidades, mas falando sobre o beach soccer, é duro você ser uma referencia mundial numa determinada modalidade e não ser reconhecido na cidade em que vive. Passamos por isso eu e o André (melhor jogador do mundo) e ninguém faz nada, e olhe que já fomos a quase todos os locais (secretarias de esporte, empresas) apresentar projetos para criação de  escolinhas e até hoje nada. É triste, mas infelizmente é assim, a discriminação, a falta de valorização e reconhecimento existem".
Como treinador e também tendo enfrentado já boa parte dos clubes deste Campeonato Estadual e também aproveitando sua veia de comentarista de futebol. Qual a avaliação que você faz em relação a técnica das equipes e principalmente a parte tática. Existe algo inovador? ou estamos vendo mais do mesmo?
O futebol de forma geral esta muito nivelado, e o do RN não é diferente, o que faz a diferença é a entrega dos jogadores e suporte que lhes são oferecidos. Todos falam do Barcelona, mas aquilo lá é uma politica de estado e não de governo, ou seja o clube tem amplas condições de realizar desde sua base um trabalho onde a forma de jogar é espelhada na forma que joga a equipe principal e além disso existe o poderio econômico para ter, quando quiser os melhores do mundo por perto. Aqui no RN poucas equipes põe seus jogadores da base pra jogar e quando colocam o garoto tem que vencer 10 leões a cada dia, (o ultimo que jogou como titular com 17 anos foi o Souza e isso foi em 1992) pois não tem o que julgo fundamental para o atleta em formação, o intercâmbio. Nossas bases não jogam fora de Natal com costume e isso não dá experiencia ao jovem atleta e ele sofre quando é levado à equipe profissional. Fui diretor técnico da FNF e realizamos durante dois anos seguidos mais de 700 jogos nas categorias FIFA, SUB 13; SUB 15; SUB 17 E SUB 20, hoje as categorias são sub 16 e sub 18 e ai o garoto com 18 anos se não for um Gênio, tem que parar ou tentar a sorte nas equipes do interior sem qualquer experiencia. Acredito que temos que rever isso. A Copa São Paulo de futebol Junior não deve ser encarada como fim e sim como um meio, pra nossas equipes de base,aliás mais um meio. Por isso que estamos com dificuldades técnicas no nosso campeonato e sem muito a ser feito em termos táticos. Justamente em função desta deficiência que não é só nossa, mas que aqui infelizmente vem se acentuando em função de situações como essas que ocorrem nas nossas bases. A FNF até se esforça,mas os clubes tem que dar suas parcelas de contribuição e juntos melhorarem isso.
Sabemos que você é um grande "motivador" de grupos, inclusive com palestrar ministradas. Esse tipo de ação surte efeito mesmo? Tem sido utilizado pelo ASSU? Como funciona? Cite exemplos.
Desde que me tornei professor de educação física e técnico em 1989, que utilizo a motivação nos grupos que trabalho. Acredito muito no trabalho físico,técnico e tático, mas o psicológico é fundamental e faz a diferença, uma equipe com todos estes atributos bem trabalhados, mas sem controle emocional não chega a lugar nenhum. São três os fatores importantes do alto rendimento: A Inteligencia, a perseverança e a motivação. Sem eles o sucesso dificilmente chegará. No ASSU sempre iniciamos e fechamos um período semanal de trabalho com a parte motivacional. Certa vez no Alecrim onde pegamos os depoimentos de todas as esposas e mães dos atletas e apresentamos aos jogadores dentro do vestiário, antes do jogo, todos choraram muito, pois era o dia das mães e foram para campo com toda força e venceram o ABC  em pleno Frasqueirão por 2x0, isso foi em 2008 eu era preparador físico e o técnico era o Erandi Montenegro.
Esse Campeonato tem sido marcado por polêmicas em torno de arbitragem. Que avaliação faz da competição e do nível da arbitragem?
Olha só na minha vida esportiva já vivenciei varias situações e uma delas foi ser preparador físico dos árbitros e personal de alguns, além de palestrante em diversos cursos de formação dos mesmos. Não sou de reclamar da Arbitragem, pois não dá resultado, a não ser minha expulsão. Por isso sempre passo para meus atletas que a reclamação não deve ser espalhafatosa sob pena de se tornar fator de problemas para nossa equipe dentro do campo. Agora por tudo isso que falei, tenho um pensamento, e já o tornei publico no Twitter, o árbitro de futebol também tem que treinar e não é só fisicamente, falo tecnicamente, e como seria isso, apitando uma vez por semana, nas folgas do profissional, os jogos das categorias de base, pois agindo assim assim estaria mais condicionado em relação às situações de jogo. Todos sabemos que os árbitros tem outras funções profissionais, mas deveriam fazer isso para compensar a semana que não trabalham pois perdem o ritmo técnico. Um árbitro que apita a cada oito dias é diferente de um que apita a cada 15, e isso implica diretamente nas suas ações de tempo de reação e decisão numa partida.
Há a possibilidade de você fazer um trabalho de longo prazo no ASSU, ou o contrato termina com o fim do Estadual?
Vim só pra terminar o Estadual. Depois a vida segue.
Fonte: Tribuna do Norte

Em busca da vitória para ficar na liderança


Mesmo já classificado para a segunda fase e, por ter sido campeão do primeiro turno, também para a decisão do Campeonato Potiguar, o ABC entra em campo hoje, às 16h, contra o lanterna Caicó, para conseguir terminar na liderança e ter a vantagem de decidir os confrontos da fase seguinte em casa. Leandro Campos deve mandar uma equipe mista para campo.

Leandro Campos afirma que a equipe precisará ficar atenta. Foto: Ana Amaral/DN/D.A Press
Com 17 pontos conquistados, uma vitória simples garante o alvinegro como líder ao final do segundo turno. Em caso de empate ele terá que torcer para que o Santa Cruz não conquiste os três pontos contra o Alecrim. "Diante do nosso torcedor nós não podemos entrar em campo pensando em empatar. Vamos entrar para vencer e nos garantirmos na liderança", afirmou o técnico abecedista. Além da vitória, os caicoenses precisam que o Alecrim perca para o Santa Cruz, assim a Raposa do Seridó continuaria na primeira divisão estadual. Até por esse motivo, Leandro Campos espera um confronto complicado. "O time do Caicó virá para cima. Eles precisam do resultado e a nossa equipe precisa ficar atenta". O ABC deve entrar em campo com uma equipe mista. A intenção é poupar os jogadores para o compromisso da próxima quarta-feira, contra o Vitória/BA, pela Copa do Brasil.
Fonte: Diário de Natal/O Poti


Já classificado, Baraúnas pega o Coríntians para continuar busca pela vaga na Série D

A classificação para as semifinais do segundo turno do Campeonato Estadual 2012 já está garantida, mas nem por isso o Baraúnas perdeu os motivos para buscar uma vitória hoje, às 16h, diante do Coríntians no Estádio Bezerrão, em Currais Novos. Se a ida para o mata-mata é uma certeza, a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro ainda não foi confirmada e o tricolor passa a fazer um duelo particular com o Santa Cruz por este direito de representar o Rio Grande do Norte na quarta divisão do certame nacional. No regulamento do Estadual, a Federação Norte-rio-grandense de Futebol estabelece no artigo 23 que “será assegurado ao Campeão Estadual 2012 a vaga correspondente ao Rio Grande do Norte na Série D do Campeonato Brasileiro do mesmo ano”, complementando em parágrafo único que “caso o campeão Estadual 2012 já esteja inserido em alguma outra série do Campeonato Brasileiro 2012 (A, B ou C), a vaga referente ao Rio Grande do Norte na Série D 2012 ficará assegurada para a associação que obtiver o melhor aproveitamento técnico no Campeonato Estadual 2012 imediatamente após a(s) equipe(s) já classificada(s) para as competições nacionais, considerando todo o Campeonato”. Desta forma, o Baraúnas aparece em desvantagem em relação ao Santa Cruz. Na somatória dos dois turnos, o tricolor mossoroense tem 28 pontos, contra 30 do time do Inharé. Diante deste cenário, para conseguir disputar a Série D do Brasileiro, o Leão do Oeste precisa desfazer esta diferença a partir do compromisso deste domingo, com chance de superar o concorrente também na fase mata-mata, seja nas semifinais, na final do turno ou ainda na decisão no Campeonato Estadual, caso consiga as respectivas classificações. Em relação ao time que entra em campo nesta tarde para enfrentar o Coríntians, o técnico Wassil Mendes conta com um desfalque. O atacante Ítalo está suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo no meio de semana. Assim, a escalação do tricolor deve ter Érico; Índio, Nildo e Jonathan; Cleyton, Richardson, Sorato, Claudinho e Alberto (Paulo Geovane); Fabinho Cambalhota e Adalgiso Pitbull.
CUMPRINDO TABELA
Cobranças duras aos atacantes por parte do treinador, entrega inesperada de cargo pelo técnico Fábio Giuntini, bebedeira de jogadores dentro da concentração com posterior dispensa dos indisciplinados, demissões, risco de rebaixamento e briga entre atletas dentro de campo. Foi nesse clima conturbado que o Potiguar viveu ao longo de todo o Campeonato Estadual 2012. Após passar por todas essas adversidades, ao menos nesta última rodada do segundo turno o time chega sem preocupação para entrar em campo. Depois da vitória de quarta-feira sobre o América por 2 x 1, o alvirrubro se livrou definitivamente do perigo de descenso e pega o Palmeira de Goianinha hoje, às 16h, no Estádio Nogueirão, visivelmente mais relaxado.Desta forma, o confronto serve apenas para cumprimento de tabela, já que o time de Goianinha também não tem mais pretensões dentro do certame local. Motivada por esta condição 'amistosa' da partida, a diretoria do Potiguar negociou com alguns jogadores e resolveu acertas as saídas de seis deles, que não poderiam atuar nesta nona rodada. Reginaldo e Juninho Potiguar receberam o terceiro cartão amarelo contra o América, e por isso não podem ser escalados. Desta forma, a diretoria não viu lógica em mantê-los no elenco até este domingo. Por outro lado, as saídas antecipadas de Marcelo Tuim, Erick Silva e Fernando também foram por questões de impedimento para a partida. Os dois primeiros já vinham se recuperando de lesões, não foram relacionados quarta-feira e nem teriam condições de enfrentar o Palmeira. O mesmo acontece com Fernando, que deixou o campo machucado na rodada passada e está vetado. O único dispensado que teria condições de ser escalado hoje era o lateral esquerdo Marciano. Mesmo sem suspensão ou contusão, o jogador conversou com a diretoria na quinta-feira e pediu para ser desligado do elenco. Diante destas baixas, o técnico Edinho Cardoso tem poucas opções para formar os 11 titulares. De acordo com o treino de sexta-feira, o alvirrubro deve entrar em campo no seu último compromisso profissional da temporada 2012 escalado com Ramon; Daniel, Igor Maranhão, Índio e Janailson; Robson Lima, Cleiton Recife, Afonso e Juninho Bahia, Diego e João Batista.
Fonte: Gazeta do Oeste

Duelo vale mais que uma semifinal

Ao assumir o comando técnico do América, Roberto Fernandes falava de dois desafios que o motivaram a aceitar o convite para dirigir o clube potiguar: o longo período sem vitórias sobre o ABC e o jejum de títulos. O primeiro o treinador já resolveu, mas hoje terá um jogo de vida ou morte para poder manter as esperanças vivas e acabar com a agonia dos torcedores devido a escassez de títulos nos últimos oito anos. O estádio Edgarzão, em Açu será palco do duelo pela última vaga do grupo que vai realizar a semifinal, aos natalenses bastam o empate, mas uma vitória simples é suficiente para o ASSU confirmar presença na segunda fase do returno. O confronto tem o início marcado para as 16 horas.
Rodrigo SenaO atacante Lúcio Curió cumpriu suspensão automática e volta 
O atacante Lúcio Curió cumpriu suspensão automática e volta

A partida é muito importante para o América, pois estará em jogo bem mais que uma vaga na semifinal. Perseguida de perto por Santa Cruz e Baraúnas na classificação geral do Campeonato Estadual, de quem mantém distância de dois e quatro pontos, respectivamente, a equipe natalense também se vê ameaçada de comprometer inclusive o calendário para 2013. A passagem de fase é fundamental para que o América possa confirmar presença na Copa do Nordeste, que irá alterar sensivelmente o calendário da próxima temporada e que promete garantir um bom retorno financeiro aos seus participantes. Vale salientar, que segundo os critérios definidos pela presidência da Federação Norte-riograndense de Futebol (FNF), além do campeão estadual o outro representante potiguar na competição regional será o clube que conseguir somar o maior número de pontos na classificação geral da competição local. Encarando o desafio com a seriedade que merece, o treinador Roberto Fernandes vai utilizar a força máxima do América, uma vez que contará com os retornos do atacante Lúcio, do meia Júnior Xuxa e do volante Ricardo Baiano, que não estiveram presentes na derrota sofrida para o potiguar por motivo de suspensão. Roberto ressalta que não adianta lamentar e que qualquer planejamento no América apenas poderá ser feito após o resultado do confronto diante do ASSU. "Agora é classificar ou então ficar parado por 54 dias esperando a série B chegar, o que seria um prejuízo enorme para todos. Domingo (hoje) é uma decisão e o América não tem condição de realizar qualquer tipo de planejamento, pois é vencer ou vencer", salienta. Reclamando muito da arbitragem dos últimos jogos, a diretoria alvirrubra decidiu pedir pela primeira vez na temporada uma arbitragem de fora para o jogo contra o ASSU. Wilson Luís Seneme foi o sorteado, ele terá como auxiliares os potiguares Luiz Carlos Câmara Bezerra e Vinícius Melo de Lima.
Fonte: Tribuna do Norte

ASSU pronto para a decisão.

O jogo do ano, uma decisão, é assim que a diretoria, jogadores e torcedores do Camaleão do Vale estão encarando este confronto contra o América pela nona rodada do segundo turno, e que vale a última vaga para a semi-final amanhã às 04:00h da tarde no Estádio Edgarzão. A procura pelo ingresso antecipado tem sido bastante intensa nos postos de venda, como também a busca pela camisa comemorativa dos 10 anos de fundação do Clube. As torcidas organizadas que estavam afastadas dos jogos em casa, em virtude dos altos e baixos do time, mas que em virtude da boa reação do Camaleão no segundo turno prometem fazer uma grande festa amanhã no estádio; A movimentação já começa pela manhã às 11:00h na praça do rosário, local já tradicional de concentração dos torcedores Assuenses com feijoada e batucada, numa espécie de concentração para o jogo. Com relação ao time, o técnico do ASSU Andrey Valério(Foto) comandou  um recreativo hoje pela manhã e embora não tenha revelado a equipe titular, pelos treinos da semana dá para perceber que a única mudança será na zaga, saindo Breno por suspensão e entrando Romeu. Portando o Camaleão deve ir para o jogo com Erasmo, Sandro, De Lima, Romeu e Nininho; Bruno Potiguar, Carlos, Léo Carioca e Flavinho; Gilmar e Carlinhos. A arbitragem Fifa de Wilson Seneme, solicitada pelo América só veio dar mais tranquilidade a todos da equipe, já que no primeiro turno em jogo no Nazarenão quando o ASSU perdeu por 4 a 1, houve muita polemica e tanto a diretoria quanto a comissão técnica foram unanimes em dizer que foram prejudicada pela arbitragem.
Por L. Filho

Roberto Fernandes, técnico do América: 'Camisa pesa'

O América de Natal vive situação complicada no segundo turno do Campeonato Potiguar e poderá ficar de fora até mesmo da disputa das semi-finais do returno da competição. Neste domingo, a equipe vai enfrentar o time do ASSU, concorrente direto na luta pela última vaga no G4, fora de casa. O treinador americano, Roberto Fernandes(Foto), falou sobre a partida. " Chegando ao G4 acredito que a camisa pesa. A torcida chega e tudo volta a sua normalidade. Mais uma vez levamos gol. Vamos para uma decisão em Assu e acreditando na classificação”, declarou o treinador, ainda após a derrota contra o Potiguar em Mossoró na última quarta-feira. No entanto, o comandante mostra preocupação. "É incrível, pois em todos os jogos levamos gols. Só não tomamos contra o ABC. Isso não pode ocorrer", concluiu.
Por Romário Alexandre/FUTNET

ASSU já venceu o América 02 vezes no Edgarzão

Na história do campeonato Estadual, o ASSU venceu ao América em duas oportunidades no Estádio Edgarzão.
A primeira em 2007, quando o América montou um dos melhores times dos últimos tempos. O Camaleão venceu de 2 a 1.
A outra vitória do Camaleão foi em 2009, no ano que o ASSU conquistou o título estadual.
Ao todo foram 08 jogos em Açu. O América venceu 04 partidas e houve 02 empates. Confira os resultados:
19/01/2003 – ASSU 2x3 América
15/05/2005 – ASSU 0x3 América
05/03/2006 – ASSU 0x0 América
31/01/2007 – ASSU 2x1 América
04/02/2009 – ASSU 2x2 América
12/04/2009 – ASSU 2x1 América
17/02/2010 – ASSU 0x2 América
06/02/2011 – ASSU 0x5 América
Resumo de confrontos em Açu
Jogos: 08
Vitórias do ASSU: 02
Vitórias do América: 04
Diferença para o América: 02
Empates: 02
Gols do ASSU: 08
Gols do América: 17
Saldo pro América: 09
Fonte: Blog do Trindade

Luta olímpica cresce no RN

Uma das modalidades esportivas mais antigas da humanidade, somente agora é que a luta olímpica (wrestling) vem começando a ganhar adeptos no Rio Grande do Norte. No final do mês o Estado estará enviando dois atletas para competir no Campeonato Brasileiro Junior e no meio do ano um lutador local irá integrar a seleção brasileira.

Caio Felipe e Samara Júlia se preparam para competição no final de outubro. Foto: Ana Amaral/DN/D.A Press
No início de 2012 ocorreu um seminário que mudou a realidade da luta olímpica no Estado. "No início do ano fizemos uma clínica em Natal com a participação do Roberto Leitão, superintendente da federação brasileira e do Pedro Gama Filho, presidente. Também fizemos alguns seminários em Santa Cruz e Assu. Agora temos vários treinadores capacitados para ensinar a luta olímpica, pelo menos os conceitos básicos", destacou Ramon Denier, coordenador e técnico da Seleção do RN. Com a capacitação dos treinadores, Ramon acredita que daqui para frente a tendência é que o esporte apenas cresça no Estado, principalmente por suas facilidades e pelo fato deem 2013 passar a integrar os Jogos Escolares do Rio Grande do Norte. "É um esporte que não é caro. Você pode ensinar a luta até mesmo na areia. Com a ajuda do secretário Joacy Bastos (secretário de esportes do RN) conseguimos colocar a luta nos Jern's e isso vai ajudar muito a desenvolver a luta", frisou. Como é uma modalidade que ainda está crescendo, não só no RN como no Brasil, a oportunidade de conquistar bons resultados no esporte é muito grande, até mesmo para os novatos. "Eu treinei judô por mais de 10 anos e nunca consegui nada. Hoje tenho 23 anos e no meio do ano irei integrar a seleção brasileira de luta olímpica", afirmou Ramon. Nessa situação estão os jovens Caio Felipe e Samara Júlia, ambos de 18 anos que, do dia 20 a 22 de abril, irão participar do Campeonato Brasileiro Junior de Luta Livre, que será realizado em Tapiritiba/SP.  "A expectativa é muito boa. Venho treinando forte e acredito que posso trazer um bom resultado", destacou Samara. "Eu acredito que tenho chances de vencer, mas caso nãoaconteça vai valer pela experiência que irei conseguir", completou Caio.
Uma das modalidades mais antigas do mundo
A luta olímpica é um dos esportes mais antigos do mundo, ficando atrás apenas do atletismo. Existem dados que mostram que a modalidade era praticada cinco mil anos antes de cristo. O esporte está presente nos Jogos Olímpicos modernos desde sua primeira edição, em 1896. O objetivo principal é conseguir dominar o seu oponente com as costas no chão. São dois rounds com três minutos. Caso não haja vencedor, um terceiro round será disputado. A luta é dividida nos seguintes estilos:
Estilo Livre Feminino: O objetivo principal é encostar as costas do adversário no chão por três segundos, podendo utilizar o ataque nas pernas do adversário, ou utilizar suas pernas para derrubar o seu oponente.
Estilo Greco-Romano: Tem-se o mesmo objetivo de derrubar e dominar o adversário no chão. Entretanto, não se pode atacar o seu oponente abaixo da linha da cintura e nem utilizar suas pernas para derrubar ou travar o seu rival.
Fonte: DN Online


Leandro Campos é absolvido e provoca um racha no TJD

O treinador Leandro Campos foi absolvido no julgamento realizado na sede do Tribunal de Justiça Desportiva, por 3 votos a 1. A decisão causou polêmica entre a primeira turma de julgamento presidida por Sérgio Leocádio, que disse respeitar, mas não concordar com a alteração de voto do auditor José Robson. Inicialmente ele acompanhou o relator Adriano Rufino, que punia o treinador do ABC com quatro jogos de suspensão e aplicava uma multa de R$ 500,00. O auditor Ronaldo Pereira votou pela absolvição e levou consigo o voto de Gustavo Henrique e de José Robson.
Júnior SantosJosé Wilson, pelo ABC, e Klebet Cavalcanti, pelo América, debateram a aplicação do voto de minerva 
José Wilson, pelo ABC, e Klebet Cavalcanti, pelo América, debateram
a aplicação do voto de minerva
Mostrando insatisfação com os rumos que o julgamento tomou, o presidente da mesa Sérgio Leocádio abandou a sessão antes da realização do julgamento do América, citado na súmula por ter atrasado a entrega da relação de jogadores para o jogo contra o ABC. Na ocasião disse que a primeira turma de julgamento mostrou fragilidade e passou a presidência da sessão para Ronaldo Pereira. Irritado com a absolvição, ainda na sala de julgamento o árbitro Flávio Roberto Sales disse que havia presenciado uma das maiores vergonhas do futebol potiguar e que os auditores haviam votado com o coração, não com a razão dos fatos. "Do jeito que as coisas estão ocorrendo no Tribunal de Justiça Desportiva, o jeito será o árbitro agredido em sua honra e moral recorrer logo para Justiça Comum. Esse julgamento foi uma vergonha, o pessoal parece que votou com a camisa do clube por baixo do terno", protestou. O advogado do ABC, José Wilson Gomes Netto, comemorou a virada de placar no tribunal. Ele ressaltou que acabou se fazendo justiça a pessoa de Leandro Campos. "Um profissional com 20 anos de carreira e que nunca tinha sido expulso e sido levado as barras de um tribunal, não poderia mesmo ser punido por causa de um chute dado numa garrafa. Acredito que a decisão foi acertada e o ABC está satisfeito com esse final feliz", disse.
Fonte: Tribuna do Norte

América queria àrbitro Fifa do Nordeste.


Entendo que prevaleceu o bom senso da COAF ao acatar o pedido do América de trazer apenas o árbitro central de outra federação, uma vez que não existe nenhum artigo que obrigando o clube a pedir um trio completo, e o custo seria elevado para um trio Fifa completo. Através de ofício o América solicitou árbitro da Fifa, mas por telefone houve o pedido para que o árbitro fosse do Nordeste, o que não foi aceito pela COAF, que inclusive enfrentou dificuldades na CBF já que boa parte dos regionais está entrando nas fases decisivas, e acabaram “sobrando” Paulo Cesar de Oliveira e Wilson Luis Seneme(Foto), nome que segundo eu soube, não foi unanimidade na diretoria do América. Não resta dúvida que a vinda de Senema representa um custo adicional às despesas do América nesta reta final de turno, mas é um direito de qualquer clube pedir arbitragem de fora, e foi atendido.
Fonte: Blog do Marcos Lopes

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Todos os confrontos de ASSU X América


19/01/2003 – ASSU 2x3 América
Gols:Baiano e Marcelo Assuense(ASSU); Gito, Sandro Gaúcho e Teci(América)
Árbitro: João Alberto Gomes Duarte
Renda: R$ 11.898,50 - Público: 3.684
Local: Estádio Edgarzão (Assu)
16/02/2003 – América 2x1 ASSU
Gols:Sandro Gaúcho e Gito(América); Marcelo Assuense p/ (ASSU)
Árbitro: Alberto Batista de Carvalho
Renda: R$ 6.560,00 - Público: 775
Local: Estádio Machadão (Natal)
08/05/2005 – América 0x2 ASSU
Gols: Chiquinho e Marcelo Assuense
Árbitro: Eduardo Costa e Silva
Renda: R$ 26.155,00 - Público: 3.180
Local: Estádio Machadão (Natal)
15/05/2005 – ASSU 0x3 América
Gols: Ewerton, Reinaldo e Zezinho
Árbitro: José Renato Albuquerque Soares
Renda: R$ 34.185,00 - Público: 4.237
Local: Estádio Edgarzão (Assú)
05/03/2006 – ASSU 0x0 América
Árbitro: José Valdo Caetano
Renda: R$ 13.008,00 - Público: 2.242
Local: Estádio Edgarzão (Assú)
31/01/2007 – ASSU 2x1 América
Gols: Lanzinho e Flaviano(ASSU); Bruno Coutinho(América)
Árbitro: Reginaldo Gomes da Silva
Renda: R$ 13.464,00 - Público: 1.680
Local: Estádio Edgarzão (Assú)
28/01/2008 – América 0x0 ASSU
Árbitro: João Alberto Gomes Duarte
Renda: R$ 23.437,00 - Público: 2.491
Local: Estádio Machadão (Natal)
04/02/2009 – ASSU 2x2 América
Gols: Pantera e L.  Mineiro(ASSU); Lúcio Curió (2)(América)
Árbitro: Flávio Roberto Sales de Lima
Renda: R$ 9.865,00 - Público: 1.052
Local: Estádio Edgarzão (Açu)
25/03/2009 – América 1x2 ASSU
Gols: Helinho(América); Alyson e Marcelo Assuense(ASSU)
Árbitro: Reginaldo Gomes da Silva
Renda: R$ 17.295,00 - Público: 1.218
Local: Estádio Machadão (Natal)
12/04/2009 – ASSU 2x1 América
Gols: Leandro Mineiro e Luís Carlos Arantes(ASSU); Sandro Hiroshi(América)
Árbitro: Adonai Nagib de Carvalho França
Renda: R$ 2.552,00 - Público: 270
Local: Estádio Edgarzão (Assú)
17/02/2010 – ASSU 0x2 América
Gols: Ronny e Aloísio
Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo
Renda: R$ 5.248,50 - Público: 594
Local: Estádio Edgarzão (Assú)
04/04/2010 – América 2x2 ASSU
Gols: Assis e Saulo (América); Marcelo Assuense (2)(ASSU)
Árbitro: Paulo Jorge Rodrigues Brandão Figueira
Renda: R$ 13.010,00 - Público: 988
Local: Estádio Machadão (Natal)
06/02/2011 – ASSU 0x5 América
Gols: Washington (2), Tiago Lima, Felipe Moreira e Charles
Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo
Renda: R$ 4.688,00 - Público: 460
Local: Estádio Edgarzão (Assú)
31/03/2011 – América 5x0 ASSU
Gols: André Neles (2), Washington, Wescley e Eliélton
Árbitro: Andrielly Elkeitt de Oliveira
Renda: R$ 11.080,00 - Público: 761
Local: Estádio Machadão (Natal)
05/02/2012 – América 4x1 ASSU
Gols: Wanderley (2) e Soares (2)(América); Buiú(ASSU)
Árbitro: Flávio Roberto Sales de Lima
Renda: R$ 6.860,00 - Público: 832
Local: Estádio Nazarenão (Goianinha)
Resumo de confrontos
Jogos: 15
Vitórias do ASSU: 04
Vitórias do América: 07
Diferença para o América: 03
Empates: 04
Gols do ASSU: 16
Gols do América: 31
Saldo pro América: 15
Principais Artilheiros do ASSU
06 gols: Marcelo Assuense;
02 gols: Leandro Mineiro;
Principais Artilheiros do América
03 gols: Washington
02 gols: Wanderley,  Soares,  Sandro Gaúcho,  Lúcio Curió, Gito e  André Neles.
Resumo de público em Açu
Total: 14.219
Jogos: 08
Média: 1.777
A Marca da Fonte
Fonte: Marcos Trindade, Radialista e Blogueiro em Natal.

Volta de titulares anima o América


O técnico do América, Roberto Fernandes contará com três reforços para o jogo decisivo contra o ASSU, domingo, no estádio Edgarzão. O volante Ricardo Baiano, o meia Júnior Xuxa e o atacante Lúcio Curió, que estavam suspensos estão à disposição novamente. Quem apita o jogo é o árbitro FIFA Wílson Seneme.
Júnior SantosO meia Júnior Xuxa, que não jogou contra o Potiguar/M, no Nogueirão, volta ao time contra o ASSU 
O meia Júnior Xuxa, que não jogou contra o Potiguar/M, no Nogueirão,
volta ao time contra o ASSU

O Alvirrubro precisa de um empate contra o "Camaleão do Vale" para se classificar às semifinais do segundo turno. Já o time comandado por Andrey Valério tem que vencer para seguir na competição. Além da manutenção da equipe no certame estadual, o jogo de domingo também pode valer vagas no Campeonato do Nordeste e na Copa do Brasil. As derrotas para Santa Cruz e Potiguar deixaram o América com 32 pontos. Por outro lado, o Tricolor chegou aos 30 pontos. Na rodada de amanhã, o time comandado por Romildo vai enfrentar o Alecrim no estádio Nazarenão e pode chegar aos 33 pontos, além disso, já classificado para as semifinais, ainda pode conquistar mais pontos. Diante dessa realidade, o treinador Roberto Fernandes procurou transmitir tranquilidade, mas também deu uma sacudida no elenco. "Não adianta lamentar, agora é descansar e trabalhar. Agora é classificar ou ficar parado 54 dias antes da Série B que é prejuízo para todo mundo, mas não adianta cobrar excessivamente. Domingo é uma decisão e o América não tem condições de fazer planejamento, é vencer ou vencer.", desabafou. Sobre as falhas contra o Potiguar de Mossoró, quando o clube acabou sendo derrotado, Roberto Fernandes prefere esquecer os erros no Nogueirão. "Igualamos tecnicamente com o Potiguar, agora, isso já é passado e vamos pensar no jogo contra o Assu. Chegando ao G4 acredito que a camisa pesa. A torcida chegar. E, tudo volta a sua normalidade. Mais uma vez levamos gol. É incrível, pois em todos os jogos levamos gols. Só não tomamos contra o ABC. Isso não pode ocorrer. Tenho buscado as alternativas e substituído os jogadores, infelizmente não vem dando certo. Vamos para uma decisão em Assu e acreditando na classificação. Não posso cobrar demais a esta altura, pois alguns jogadores sentem nesta hora", finalizou o técnico. O elenco americano se reapresentou ontem, no CT Abílio Diniz, em Parnamirim. Os jogadores que atuaram mais de 45 minutos participaram de um trabalho regenerativo. Os demais atletas fizeram um treino técnico, sob o comando do treinador. O América volta a campo domingo, a partir das 16h, para enfrentar o ASSU, no Estádio Edgarzão, em Assu, em partida válida pela 9ª rodada do segundo turno do Campeonato Potiguar.
Fonte: Tribuna do Norte

Sub-16 do ASSU enfrenta o América no JL

Depois da boa estréia contra o Palmeira na primeira rodada do estadual da categoria quando venceu pelo placar de 1 a 0, o Camaleãozinho Sub-16 volta a jogar novamente neste sábado(07/04) desta vez contra o todo poderoso América de Natal no estádio Juvenal Lamartine. O jogo está programado para às 13:45h, a arbitragem será de Josenildo Lopes da Silva com auxílio nas bandeiras de Luís Carlos de França Costa e Leandro Lincoln Santos Neves. A delegação do ASSU comandada por Fábio Careca viaja para Natal às 09:00h da manhã. Esta semana a equipe ganhou o reforço do meia Sandro, jogador de muita qualidade técnica e que estava no próprio América, só que através do seu procurador Nildo Silva, o mesmo preferiu mandar o garoto para vir atuar pelo ASSU, Sandro treinou a semana e agradou bastante ao Técnico Fernando Silva. Uma nova vitória do Camaleãozinho neste sábado deixa a equipe bem próximo da classificação para a próxima fase, por isso é que o treinador Fernando Silva trabalhou bastante ontem a tarde, e hoje pela manhã no estádio Joacy Fonseca, justamente para que a garotada ganhasse mais entrosamento. O Camaleãozinho Sub-16 está no campeonato estadual com apoio total da Prefeitura Mucicipal de Ipanguaçu através da Secretaria de Esportes e Lazer da empresa Assuense Tatutom Sports.
Por L. Filho

Copa do Brasil // ABC de olho no Vitória/BA


Leandro Campos lamenta a demissão do técnico Toninho Cerezo, do Vitória/BA, porque os baianos podem vir estimulados. Foto: Fábio Cortez/DN/D.A Press
Mesmo com o compromisso diante do Caicó, no próximo domingo, pelo Campeonato Estadual, o treinador Leandro Campos não deixou de comentar sobre a demissão de Toninho Cerezo, ex-técnico do Vitória/BA, adversário do alvinegro na quarta-feira que vem, pela Copa do Brasil. De acordo com Campos, a mudança de comando no rival não veio em um bom momento. "Para o ABC foi um péssimo momento. Sempre quando acontece uma troca de treinador a equipe acaba entrando em campo com mais determinação e acaba crescendo. E ainda existe a possibilidade que o novo treinador acabe estreando exatamente no confronto pela Copa do Brasil", destacou. Sobre o Campeonato Estadual, Leandro Campos afirma que o clube irá buscar a primeira colocação para ter a vantagem de jogar a segunda partida na próxima fase em casa. "É importante você conseguir a primeira colocação. Principalmente pelo fato de trazer a decisão para dentro do Frasqueirão. Não será uma partida fácil, principalmente pela situação que o adversário se encontra, precisando fugirdo rebaixamento". Embora admita a necessidade de vencer os caicoenses, o treinador deve mandar uma equipe mista para o confronto. "Temos que lembrar que o time vem jogando domingo e quarta em uma sequência muito forte e já temos o jogo contra o Vitória/BA na quarta-feira".
Fonte: Diário de Natal

Seis atletas deixam Potiguar antes do último confronto


Com o time salvo do rebaixamento, a diretoria do Potiguar entrou em acordo com seis jogadores do elenco, que deixam o clube e não ficam à disposição do técnico Edinho Cardoso para o jogo de despedida do alvirrubro no Campeonato Estadual 2012. Os zagueiros Reginaldo(Foto) e Marcelo Tuim, o volante Erick Silva, o lateral Marciano, o meia/ala Fernando e o atacante Juninho Potiguar não fazem mais parte do grupo e por isso não enfrentam o Palmeira de Goianinha, domingo, às 16h, no Estádio Nogueirão. A maioria das dispensas foi por motivos óbvios. Reginaldo e Juninho Potiguar, apesar de fazerem parte da formação titular até então, receberam o terceiro cartão amarelo no jogo de quarta-feira, quando o alvirrubro venceu o América, e por isso não podem ser escalados no compromisso da nona rodada para cumprir suspensão. Desta forma, a diretoria não viu lógica em mantê-los 'presos' aos demais jogadores até o domingo. Por outro lado, as saídas antecipadas de Marcelo Tuim, Erick Silva e Fernando também foram por questões de impedimento para a partida do fim de semana. Os dois primeiros já vinham se recuperando de lesões, não foram relacionados contra o América e nem teriam condições de enfrentar o Palmeira. O mesmo acontece com Fernando, que deixou o campo machucado quarta-feira e está vetado pelo departamento médico. Assim o trio preferiu ser desligado do clube para seguir seus respectivos destinos. O único dispensado que teria condições de ser escalado na última rodada do segundo turno do Estadual é o lateral esquerdo Marciano. Mesmo sem suspensão ou contusão, o jogador conversou com a diretoria na tarde de ontem e pediu para ser desligado do elenco antes mesmo do encerramento do certame norte-rio-grandense. Com seis opções a menos, o técnico Edinho Cardoso terá que montar um 'quebra-cabeça' para conseguir formar a escalação do Potiguar no confronto com o Palmeira no Nogueirão. Na tentativa de encontrar soluções para os desfalques, o treinador comanda coletivo hoje à tarde, no mesmo local da partida, quando pretende definir os titulares. Com a vitória de quarta-feira por 2 x 1, de virada, em cima do América, o time mossoroense não corre mais risco de rebaixamento. Desta forma, sem ter mais objetivos neste Estadual, assim como o Palmeira, que não tem mais chances de classificação para as semifinais, o confronto de domingo servirá apenas para cumprimento de tabela. Na classificação, o Potiguar tem cinco pontos na nona colocação, enquanto a equipe de Goianinha tem sete pontos logo acima, em oitavo.
Fonte: Gazeta do Oeste

Coríntians e Baraúnas será em Currais Novos

O departamento técnico da Federação confirmou o jogo entre Coríntians x Baraúnas para o estádio Coronel José Bezerra, na cidade de Currais Novos, no próximo domingo, às 16h, no encerramento da fase classificatória do segundo turno do campeonato potiguar. A partida seria em Caicó, conforme a tabela, mas foi transferida para campo neutro devido à punição imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD/RN) ao time corintiano pelos incidentes ocorridos no duelo contra o ABC pela segunda rodada. Sem chances de classificação, partida servirá para o time caicoense apenas para cumprimento de tabela. Diferente do Baraúnas que, mesmo estando classificado à semifinal, tentará uma colocação que lhe dê a vantagem de jogar a semifinal em casa. Ainda assim, a obtenção de pontos será importante para o tricolor na sua luta por acesso ao Campeonato Brasileiro da Série D de 2012 e Copa do Nordeste de 2103.
REAPRESENTAÇÃO
Ontem à tarde, os atletas do Baraúnas se reapresentaram na Toca do Leão. Como é de praxe, sempre após uma partida, eles fizeram um treino regenerativo para a recuperação das fibras musculares. Hoje à tarde, no mesmo local, o técnico Wassil Mendes fará um trabalho tático. Ele terá o ala-esquerda Alberto e o meia Didi à disposição. O primeiro se recuperou de uma virose e o segundo já está livre da suspensão, o que afastaram das duas últimas partidas do leão. Único desfalque para domingo será o atacante Ítalo, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Palmeira e terá assim de cumprir a suspensão automática.

Fonte: Jornal de Fato