O ESPORTE DE ASSU E REGIÃO, OBRIGADO PELA VISITA

domingo, 27 de setembro de 2015

Desolado, técnico lamenta queda do América-RN: "Clima de velório"

Desolado com a eliminação precoce, o técnico Roberto Fernandes afirmou que "o grande calo foi a campanha fora de casa". O América-RN ficou sem a vaga para a segunda fase devido aos erros cometidos, principalmente, quando atuou como visitante na Série C do Campeonato Brasileiro, perdendo 21 dos 27 pontos disputados. O comandante alvirrubro lembrou ainda que faltou regularidade e espírito de que cada jogo tinha que ser encarado como uma final.
Roberto Fernandes - técnico do América-RN (Foto: Fabiano de Oliveira) 
"Lamento pelo grupo, lamento muito mais pela torcida",
disse Roberto Fernandes (Foto: Fabiano de Oliveira)
O clima no vestiário era fúnebre, um clima de velório. E eu aproveitei bem esse clima para deixar uma mensagem para eles que sirva para o resto da vida, para a sequência da carreira de cada um. Primeiro, eu separei o jogo de hoje (domingo), da eliminação. Eu falei que pior que a tristeza da derrota é a vergonha de não ter lutado. E eles lutaram. Se quando a gente perdeu o primeiro ponto fora de casa a gente tivesse sentido tanto, como foi no vestiário, o vestiário hoje era de alegria. Às vezes, o jogador brasileiro, apesar de já ter 10 anos de pontos corridos, demora a cair a ficha que em campeonato de pontos corridos todo jogo é decisão. O gol que a gente levou no finalzinho do jogo contra o Águia de Marabá foram dois pontos. Pronto. Olha os dois pontos hoje aqui... Então, às vezes, as pessoas acham que sempre dá para recuperar lá na frente e não é assim - disse RF. Em nove jogos disputados em território inimigo, o América venceu apenas um, diante do Vila Nova. Além disso, foram cinco derrotas e três empates. Após a última rodada da primeira fase, o Confiança garantiu o quarto lugar no Grupo A com dois pontos a frente do Mecão.
Apesar do sentimento de frustração e tristeza, Roberto Fernandes fez questão de destacar o trabalho feito em 2015, que refletirá no calendário do Mecão no ano que vem, quando o time terá quatro competições para disputar ao longo do ano. Inclusive, ressaltou que a Série C de 2016 deve ser ainda mais "pegada" que a deste ano. Eu lamento pelo grupo, lamento muito mais pela torcida. Mas o América é forte, é grande, e vai se reerguer. No próximo ano tem calendário cheio graças, também, ao trabalho que foi feito. O América, no ano que vem, tem Copa do Nordeste, Campeonato Estadual, Copa do Brasil e, infelizmente, uma Série C do Campeonato Brasileiro. Ao meu ver, será uma Série C ainda mais difícil porque dos quatro times que estão se desenhando para subir da Série D, só vem cachorro grande. Acredito muito na subida do Remo e São Caetano. A coisa no ano que vem vai ser mais pegada. Mas, vamos lá. Vida que segue - disse, abatido, o técnico do América.

Por Natal

Nenhum comentário:

Postar um comentário