O ESPORTE DE ASSU E REGIÃO, OBRIGADO PELA VISITA

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Echeverria sai do banco e ajuda o ABC a vencer o Goianésia por 3 a 2

O ABC tinha a vantagem do empate sem gols em casa, mas a classificação para o torcedor alvinegro tinha que ser com muita emoção e, quase, um excesso de sofrimento. O Mais Querido venceu o Goianésia por 3 a 2, com dois gols de Echeverria e um de Jones Carioca, todos no segundo tempo. O Azulão do Vale fez com Allef e Cleber, ainda na etapa inicial. Com a vitória, o Alvinegro espera pelo vencedor de América-RN e Gama, que se enfrentam no próximo mês.
ABC 3 x 2 Goianésia - Copa do Brasil - Estádio Frasqueirão - Echeverria (Foto: Diego Simonetti/Blog do Major)Echeverria comandou virada que levou ABC para a segunda fase da Copa do Brasil
(Foto: Diego Simonetti/Blog do Major)

O jogo
Com o empate no primeiro jogo em 1 a 1, o ABC tinha a vantagem de jogar pelo 0 a 0 no Frasqueirão que avançaria para a segunda fase. Com as entradas de Gabriel e Naldinho, o técnico Geninho pretendia deixar o Alvinegro mais compacto, mas os sucessivos erros dos jogadores, principalmente do zagueiro abecedista, comprometeram o rendimento do time. No meio-campo, Lúcio Flávio não conseguiu encontrar espaço na forte marcação de Roger Gaúcho e a dupla Nando e Jones Carioca pouco produziu. Aos 24 minutos do primeiro tempo, o lance mais curioso da partida foi protagonizado pelo meia Willian Leandro, que se deitou por trás da barreira para impedir que a cobrança de Lúcio Flávio chegasse ao gol de Leandro. O Goianésia, que entrou em campo apostando nos contra-ataques, chegou com perigo com o atacante Marcelo Soares, que não se incomodou com a marcação de Gabriel e foi até a linha de fundo. Após um escanteio de Rafinha, Allef subiu mais alto que a zaga e abriu o placar no Frasqueirão, aos 30 minutos. O gol da equipe goiana deixou o Mais Querido nervoso, que viu o experiente Nonato tabelar, logo sem seguida, com Cleber, que encheu o pé e ampliou o placar com apenas 38 minutos de bola rolando e a festa com os companheiros no banco de reservas. Na saída para o intervalo, muitas vaias e xingamentos para os jogadores alvinegros, enquanto os jogadores azulinos conversavam entre si e pediam tranquilidade. Na etapa final, Geninho sacou Gabriel e Naldinho e apostou nas entradas de Montanha e Echeverria. Na defesa, o jovem zagueiro mostrou mais calma com o antecessor e foi uma sombra para o centroavante Nonato. No meio-campo, a presença do paraguaio deu uma nova vida ao time potiguar, com mais velocidade e vigor nas jogadas. A primeira demonstração aconteceu aos 14 minutos, quando Filipi Sousa deu um passe com perfeição para Echeverria bater firme e marcar o primeiro gol alvinegro no jogo. Machucado, o zagueiro Gustavo Bastos pede substituição e Geninho opta pela entrada de Leozinho. Arisco, o jovem atacante atormenta a defesa azulina pela esquerda e encontra Echeverria. O paraguaio solta uma bomba e a bola explode no travessão. Na volta, Jones Carioca cabeceia e empata a partida, para o delírio da torcida abecedista. O placar de 2 a 2 ainda garante o Goianésia na segunda fase, mas a equipe goiana havia esquecido de combinar com os potiguares. Aos 30 minutos, o ABC conseguiu a surpreendente virada depois que Nando se livrou da marcação e deu um presente para Echeverria. O meia alvinegro marcou o terceiro gol abecedista e deu a classificação à segunda fase da Copa do Brasil ao Mais Querido.
Por Natal

Nenhum comentário:

Postar um comentário