O ESPORTE DE ASSU E REGIÃO, OBRIGADO PELA VISITA

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

CSA realiza um baile azulino e goleia ABC por 3 a 0

A última vez que o CSA esteve com sua torcida no Estádio Rei Pelé, em Maceió, foi no dia 25 de setembro do ano passado, na primeira partida da decisão da Série D do Campeonato Brasileiro. O reencontro foi com muita festa e uma vitória convincente sobre o ABC, na estreia da Copa do Nordeste 2017. Com gols de Luís Soares e Everton Heleno, aos 36 e 37 minutos do primeiro tempo, e Cleyton, aos 42 minutos do segundo tempo, o Marujo dominou o confronto e goleou o Mais Querido por 3 a 0 na abertura do grupo D do Nordestão. Na próxima rodada, o CSA faz o clássico alagoano contra o CRB, novamente no Estádio Rei Pelé. O ABC joga em casa, no Estádio Frasqueirão, contra o Itabaiana. 
O jogo
Com novidades em campo para os dois lados, CSA e ABC fizeram um início de jogo bem equilibrado, explorando as jogadas pelas laterais e com uma marcação mais forte no meio-campo. Do lado alagoano, o atacante Luís Soares e o meia-atacante Didira, que teve uma passagem polêmica pelo ABC e abandonou o clube dias após ser anunciado para a Série C, deram trabalho aos defensores do clube alvinegro. Do lado potiguar, as estreias dos meias Echeverría e Gegê deram mais qualidade ao Mais Querido, mas não conseguiram ultrapassar a marcação de Everton Heleno e Panda. Aos 36 minutos, Luís Soares iniciou a festa no Rei Pelé. O atacante fez um ótima jogada na área, passou pela marcação da defesa e abriu o placar na saída do goleiro Edson. A torcida azulina ainda comemorava o primeiro gol, quando o volante Everton Heleno mostrou habilidade e ainda contou com o vacilo da zaga abecedista para marcar o segundo gol Azulão.
CSA x ABC, Nordestão, Estádio Rei Pelé Luís Soares gol (Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas) 
Soares abriu o placar para o Azulão (Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas)
Após o "apagão" no primeiro tempo, Geninho tentou sacudir os ânimos dos jogadores do ABC. A defesa entrou mais ligada em campo e os contra-ataques surgiram com maior facilidade. Para aproveitar as jogadas aéreas, Caio Mancha entrou no lugar de Dalberto, mas o Mais Querido ficou mais aberto em campo. Do outro lado, o técnico Oliveira Canindé fez algumas substituições, tirando os dois atacantes e deixando o Marujo com mais posse no meio-campo. Com a bola no pé, o CSA encerrou a festa com uma boa troca de passes. Geovani iniciou a jogada e encontrou Didira na ponta, que fez o cruzamento e o meia Cleyton aproveitou para fechar a goleada. Nos acréscimos, o volante Arez perdeu a cabeça e agrediu o meia Didira. Na confusão, o lateral Rafinha, do CSA, também foi expulso.
Por Maceió, AL

Nenhum comentário:

Postar um comentário